Como funciona o aluguel de ações

0
67
- Anúncios -

Você sabe o que são ações? Sabe como funciona os alugueis de ações? O que eles são? Ou então, quais são as suas taxas?

Saber responder essas perguntas, pode não ser uma tarefa muito fácil, principalmente para as pessoas que não conhecem o assunto.

E por esse ser um assunto, que gera uma grande quantidade de dúvidas em muitas pessoas, neste artigo você terá acesso a certa informações que estão relacionadas com o tema.

Além de que com as mesmas, será possível você encontrar a resposta para a maior parte dessas mesmas questões, de forma organizada e em primeiro lugar, de forma explicativa e clara com o site Ciano Investimentos.

INFORMAÇÕES SOBRE O ALUGUEL DE AÇÕES

A seguir nesse artigo, você terá acesso as melhores e principais informações que estão relacionadas com esse mesmo assunto: o aluguel de ações.

Portanto, se você é uma das milhares de pessoas que apresentam interesse em conhecer e entender melhor essas informações, saiba que você está no artigo certo.

Pois aqui, você poderá encontrar a resposta para a maior parte das questões que são feitas com uma maior frequência.

 

O que são ações e como que as mesmas funcionam?

Para que você possa saber como funcionam os alugueis de ações e o que eles são, você deve saber o que são as ações e como elas funcionam.

As ações basicamente são pequenas partes de uma certa empresa.

Ao realizar a compra delas, pela bolsa de valores você se torna um dos “sócios” dessa mesma empresa.

E passa então, a fazer parte das decisões que a empresa deve tomar e também corre os mesmos riscos que os sócios oficiais da empresa correm.

Portanto, se você tem interesse em se tornar sócio de uma certa empresa, a coisa que recomendamos você a fazer é realizar a compra de ações.

- Anúncios -

Elas são encontradas na bolsa de valores, que é basicamente um lugar seguro que foi criado para que esse tipo de negociação pudesse ser realizado.

O que é o aluguel de ações e quais são os principais ativos que podem ser alugados no mesmo?

O aluguel de ações é basicamente uma operação que consiste em duas pessoas: o doador e o tomador.

O primeiro deles, é a pessoa responsável pelas ações, já  segunda é a pessoa que toma o empréstimo.

Esse processo, deve apresentar uma remuneração, uma certa garantia e também certos prazos específicos.

E os ativos que podem ser alugados, por meio desse mesmo processo, são os seguintes:

  • Ações;
  • Units (composta pelas ações ordinárias e preferenciais );
  • ETFs (Exchange Traded Funds, no português: fundos negociados em bolsa);
  • BDRs (Brazilian Depositary Receipts em português: Recibos Depositários Brasileiros);

Para que todo esse processo possa ocorrer de forma segura e em primeiro lugar, de forma correta, a BM&FBOVESPA, atua como uma especie de administradora desse mesmo serviço e está presente como contraparte central de toda e qualquer operação que é realizada.

Como os alugueis de ações funcionam?

Os alugueis de ações, apresentam o seu funcionamento muito parecido com o processo de realizar um aluguel de uma casa ou de um equipamento.

Para que esse processo possa ser realizado, o doador deve informar a uma corretora o seu interesse em alugar esses papéis.

Juntamente com a definição de qualidade, o prazo que será alugado as ações e também, qual é a remuneração que as mesmas apresentam.

Mas, caso você tenha interesse em participar desse processo como um tomador, você deve ter a sua garantia exigida pela corretora que você irá usar.

Essa garantia, na maior parte das vezes é composta por ativos, como por exemplo:

  • Título de tesouro direto;
  • CDBs;
  • LCI;
  • LCA;
  • Entre muitos outros tipos de ativos;

O principal objetivo, é garantir com que você apresente o capital suficiente para que a liquidação possa ser coberta, na data exata do vencimento do contrato.

E logo após o depósito do valor, você já estará apto aos processos exigidos para poder alugar uma ação.

- Anúncios -
Lucas Souza é Empreendedor e Investidor há mais de 10 anos. Engenheiro eletricista pela USP, possui MBA em finanças pelo IBMEC e tem extensão em finanças University of Michigan. É o fundador da CIANO Escola de Finanças e Investimentos, Vice Presidente da Confederação Nacional de Jovens Empresários e também representa o Brasil na aliança Jovem Empreendedora do G20 pela CONAJE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui