Diferenças entre LCI e CRI

0
35
- Anúncios -

Você sabe o que é o LCI? Sabe o que é o CRI? sabe como cada um deles funciona? Ou então, sabe quais são as principais diferenças entre eles?

Bem, essas são algumas das principais perguntas que são feitas com muita frequência, principalmente pelas pessoas que querem começar a investir.

Por este mesmo motivo, nesse artigo que o site Ciano Investimentos preparou, você irá receber algumas das principais informações, que estão relacionadas com esse assunto tão conhecido.

E para que possamos explicar tudo de uma forma bem explicita, nós iremos usar informações que são atualizadas e são confiáveis.

INFORMAÇÕES SOBRE AS DIFERENÇAS ENTRE LCI E  CRI

Para que possamos mostrar quais são as diferenças entre esse dois tipos de investimentos, em primeiro lugar você deve sabe algumas informações essenciais sobre os mesmos.

Portanto, veja a seguir algumas dessas informações essenciais sobre esses tipos de investimentos, pois assim, você poderá saber quais são as diferenças entre ambos.

O que é o LCI?

A sigla LCI, vem da junção das seguintes palavras: Letras de Crédito Imobiliários.

Eles são basicamente, títulos emitidos por instituições financeiras, onde os mesmos renumeram um certo investidor, por um prazo que é determinado, assim que o investimento é realizado.

O mesmo é fonte de investimentos, para os setores imobiliários, pelo simples fato de que eles são lastreados em créditos imobiliários.

Na prática, ele funciona da seguinte forma:

O investidor empresta dinheiro, com o valor X para o setor imobiliário, e esse valor pode ser recebido no futuro.

Quanto rende uma LCI?

O quanto a LCI irá render, é um dos principais assuntos que são definidos no momento da compra do investidor.

Mas o que muitas pessoas não sabem, é que quanto maior for o prazo da sua LCI, maior será a sua rentabilidade.

- Anúncios -

E é por esse motivo, que é muito importante que você pesquise bastante sobre as taxas, para que você possa encontrar qual será a melhor para o seu investimento.

Outro detalhe, que muitas pessoas não tem conhecimento, é que o LCI é um tipo de investimento que não conta com alguma cobrança de imposto, isso para toda e qualquer pessoa física.

O que é o CRI?

A sigla CRI, surgiu da junção das seguintes palavras: Certificado de Recebíveis Imobiliários.

Eles são basicamente títulos de renda fixa de um crédito privado,onde os mesmos representam uma promessa, de um pagamento futuro, mas diferentemente do LCI, esse está relacionado a imóveis.

Então, de certa forma é possível concluir que os CRIs, tratam- se de basicamente, títulos que são lastreados em créditos imobiliários, que representam as parcelas de um direito creditório.

Mas o que muitos não sabem, é que os CRIs só podem ser emitidos por companhias que são securitizadoras de créditos imobiliários, onde as mesmas, não fazem o papel de devedoras na operação.

A principal vantagem do CRI, é a possibilidade de poder controlar o volume dos títulos que forem emitidos e assim, poder facilitar a negociação eletrônica, diferenças entre LCI e CRI.

Qual é a rentabilidade do CRI?

Quando estamos falando sobre títulos de renda fixa, também estamos falando que será possivelmente previsível descobrir qual será a sua rentabilidade.

Portanto, quando estamos falando sobre o CRI, também estamos falando que o mesmo pode prever quanto será a sua rentabilidade.

Diferença entre CRI e o LCI:

Agora que você conhece bastante sobre esses tipos de investimentos, você pode diferenciar os dois.

Assim, você também pode ter ideia sobre quais são as diferenças entre ambos.

Mas veja algumas coisas que diferenciam os dois a seguir:

  • Um trata sobre os recebíveis de um imóvel, já o outro, trata sobre os créditos de um imóvel.
  • O CRI, apresenta direito creditório. Estas são as diferenças entre LCI e CRI.
- Anúncios -
Lucas Souza é Empreendedor e Investidor há mais de 10 anos. Engenheiro eletricista pela USP, possui MBA em finanças pelo IBMEC e tem extensão em finanças University of Michigan. É o fundador da CIANO Escola de Finanças e Investimentos, Vice Presidente da Confederação Nacional de Jovens Empresários e também representa o Brasil na aliança Jovem Empreendedora do G20 pela CONAJE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui