O que é CRI

0
45
- Anúncios -

Você sabe o que é o CRI? Sabe como o mesmo funciona? Ou até mesmo, sabe qual é a sua área de funcionamento e atuação?

Estas são algumas das principais dúvidas que as pessoas realizam, onde as mesmas estão relacionadas ao investimento: CRI

Portanto, neste artigo, você irá receber algumas das principais informações sobre o que é esta sigla tão usada no meio de empresas.

Algumas das informações que você irá receber, são: o que é a CRI, como funciona, os riscos e as tributações e principalmente, se vale investir.

O QUE É O CRI?

A sigla CRI, é formada pelas palavras: Cerificados de Recebíveis Imobiliários.

Eles são ativos de uma renda fixa,nos quais os investidores, podem ceder o seu capital com uma certa promessa, esta promessa é a seguinte: receber um valor já corrigido por um índice do mercado, somado a uma taxa, que é definida assim que você aceita a aquisição do investimento.

Esta oferta, é somente valida para aqueles empreendedores que são qualificados, em outras palavras, para aqueles que possuem R$ 1 milhão em relação ao total de investimentos financeiros.

É oferecido também, para aqueles empreendedores que conhecem bem não somente os regulamentos e para os que conhecem quais as melhores formas de investir.

Aquele investidor que investe no CRI, pode ser renumerado por meio de vários serviços, como por exemplo: o CDI, taxas pré-fixadas, índice de preços, entre muitos outros!

Para obter informações sobre a emissão de 2ª Via acesse o site Segundavia.info e se informe detalhadamente

COMO FUNCIONAM OS CRIs

Em prática os Certificados de Recebíveis Imobiliários, são selados por meio de uma das operações que estão relacionadas ao mercado imobiliário, dentro dessas operações, estão os credores e os devedores.

No próximo momento, os credores que quiserem receber as suas parcelas mensais a vista e não esperar, devem procurar uma companhia, que realiza a compra destes créditos a vista.

Pois somente assim, a operação estará estruturada.

Logo após esta etapa, o mercado financeiro, realizam a distribuição do CRI, por meio de bancos, corretoras,distribuidoras, entre outras.

- Anúncios -

Os CRIs, são comprados por investidores. Assim, a securitizadora, recebe também o luxo de pagamento.

Para finalizar, o investidor que realiza a compra do CRI, também recebe a renumeração, de acordo com o fluxo definido na montagem da operação.

Existem muitos fluxos que estão relacionados aos CRIs, e muitos desses fluxos, acontecem durante o nosso dia a dia.

 

ONDE COMPRAR OS CRIs

Assim como em outros tipos de títulos de públicos, para que a copra possa ser realizada, você deve estar cadastrado em alguma corretora de valores.

Para saber se a sua corretora de alores realiza este tipo de vendas, você pode estar entrado em contato com o seu assessor de investimentos.

RISCOS DO CRI

Assim como todos os tipos de investimento, o CRI, também apresenta alguns riscos.

O maior risco em relação aos Certificados de Recebíveis Imobiliários, é o risco de crédito, este é basicamente, que se por algum acaso haja grande risco de inadimplência em relação aos recibos da companhia, poderá resultar nos rendimentos dos produtos.

 

TRIBUTAÇÕES EM RELAÇÃO AOS CRIs

Em relação a tributação, este tipo de investimento, é isento de Imposto de Renda, uma vez que é oferecido para pessoas físicas, isso de certa forma, acaba chamando ainda mais a atenção dos investidores, além de que isso faz com que os mesmos queiram investir no CRI.

 

VALE A PENA INVESTIR?

Investir ou não, é uma escolha completamente pessoal do investidor, podendo variar de acordo com o valor disponível e com os objetivos por parte de quem está realizando este tipo de investimento.

De forma geral, o Certificado de Recebíveis Imobiliários, pode ser sim, uma boa opção de investimento em relação aos produtos de renda fixa disponíveis no mercado de financiamentos.

- Anúncios -
Lucas Souza é Empreendedor e Investidor há mais de 10 anos. Engenheiro eletricista pela USP, possui MBA em finanças pelo IBMEC e tem extensão em finanças University of Michigan. É o fundador da CIANO Escola de Finanças e Investimentos, Vice Presidente da Confederação Nacional de Jovens Empresários e também representa o Brasil na aliança Jovem Empreendedora do G20 pela CONAJE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui