O que são derivativos

0
96
- Anúncios -

Você sabe o que são derivativos? Sabe como eles funcionam? Ou então, sabe quais são os principais motivos para usar eles?

Saber a resposta para essas perguntas, pode ser uma tarefa muito difícil, principalmente para as pessoas que não apresentam conhecimento sobre esse mesmo tema.

E pelo fato de esse ser um assunto, que gera muitas dúvidas em uma grande quantidade de pessoas, nesse artigo você terá acesso a algumas informações sobre o mesmo.

Onde com essas informações, será possível com que você encontre a resposta para essas mesmas questões, de forma organizada e em primeiro lugar de forma explicativa e clara com o site Ciano Investimentos.

INFORMAÇÕES SOBRE OS DERIVATIVOS

A seguir neste artigo, você terá acesso as melhores e principais informações que estão de certa forma, relacionadas com esse mesmo assunto: os derivativos.

Portanto, se você é uma das milhares de pessoas que apresentam interesse em conhecer e entender melhor as informações que compõem esse assunto, saiba que você está no lugar certo.

Pois aqui, você poderá encontrar a resposta para as dúvidas que são feitas com uma maior frequência.

 

O que são os derivativos e como o mesmo funciona?

Os derivativos são basicamente um tipo de instrumento de finanças, onde o mesmo apresenta o seu preço “derivado” de acordo com o preço de um certo ativo, uma taxa ou até de um índice presente nos mercados.

É possível encontrar dois tipos de derivativos, que são:

  • Derivativos físicos: como por exemplo, soja, café, entre muitos outros.
  • Derivativos financeiros: como por exemplo, as ações, as moedas e também as taxas de juros.

Mas a que vamos falar nesse artigo, é sobre os derivativos que são financeiros.

Um exemplo, é o seguinte:

Uma pessoa que realiza a negociação de um contrato de dólar, não realiza a operação no dólar em si, mas sim com um contrato que é baseado no valor que é presente no mercado a vista

Existem quatro tipos mais famosos e conhecidos de derivativos, esses são:

  • Contratos a termo;
  • Contratos futuros;
  • Opções;
  • Swaps;

Uma informação que muitos não sabem, é que as negociações dos derivativos, podem ser realizadas tanto em bolsas, quanto nos mercados de balcão.

Além de que, na maioria das vezes os derivativos são estabelecidos como contratos que são padronizados.

- Anúncios -

Isso que dizer, que todas as decisões que devem ser realizadas em relação ao mesmo, devem ser tomadas de forma prévia.

Fazendo com que assim, todas as pessoas que realizarem a compra do mesmo, poderão ter acesso aos mesmos benefícios, aos mesmos serviços e também, as mesmas condições.

Ou seja, pode se concluir que a dinâmica dos derivativos funciona da seguinte forma:

A pessoa que negocia, está tendo um comprometimento a realizar a compra ou a venda de certos ativos, por um preço, que deve ser estabelecido de forma prévia.

 

Quais são os principais motivos, para usar os derivativos?

A seguir, você terá acesso a lista que contém as principais coisas que fazem com que usar os derivativos seja uma boa escolha para todos.

Portanto, se você ainda não apresenta confiança no mesmo, veja a seguir algumas das principais vantagens que ele apresenta:

  • Proteção:

Ele pode ser usado, para realizar a proteção de um ativo ou até mesmo uma ação, para que o mesmo possa ser usado no futuro.

Isso pelo fato de que ele permite com que você realize uma fixação de forma antecipada, de u valor de um produto ou mercadoria.

Fazendo assim, com que essas ações ou ativos estejam seguras para o futuro.

  • Possibilidades:

Ele possibilita com que você tenha grandes retornos com os seus investimentos com prazos que são muito curtos.

O que possibilita com que você, realize lucros cada vez melhores.

  • Especulação:

Ele apresenta grandes especulações, que fazem com que ele trabalhe com o preço real das coisas a cada dia.

além de que os investidores podem realizar lucros com poucas coisas.

Isso pelo fato de que para que você possa realizar um investimento com o mesmo, não é exigido muito de você.

- Anúncios -
Lucas Souza é Empreendedor e Investidor há mais de 10 anos. Engenheiro eletricista pela USP, possui MBA em finanças pelo IBMEC e tem extensão em finanças University of Michigan. É o fundador da CIANO Escola de Finanças e Investimentos, Vice Presidente da Confederação Nacional de Jovens Empresários e também representa o Brasil na aliança Jovem Empreendedora do G20 pela CONAJE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui